Já ouviu falar em psicologia positiva?

Psicologia Positiva é um movimento científico recente, que começou no final da década de 1990, quando Martin Seligman foi presidente da Associação Americana de Psicologia (APA).

A Psicologia Positiva veio trazer um novo enfoque: abordar o que faz a vida valer a pena. É importante destacar que a Psicologia Positiva não desmerece, nem ignora a existência de problemas, dificuldades e transtornos, a questão é que seu olhar é outro.

É um movimento científico, que conta com estudiosos no mundo inteiro, desenvolvendo pesquisas que buscam comprovar cientificamente que o homem pode ser mais feliz e ter uma vida melhor. Se interessa pelo que dá certo com as pessoas, se interessa por suas qualidades e sobre como promover o seu funcionamento positivo. E aqui temos um pequeno problema.

Esse enfoque positivo, fez com que a Psicologia Positiva soasse como autoajuda disfarçada; uma crítica comumente ouvida. Pode até soar assim, mas é importante distinguirmos as duas coisas. A Psicologia Positiva traz um enfoque científico para esse funcionamento positivo do ser humano. Como afirma Alexander (2002), “A Psicologia Positiva é Psicologia, e Psicologia é ciência”.

A Psicologia Positiva no caso, torna mais acessível o conhecimento produzido com rigor científico de forma que todos possam se beneficiar dos seus resultados.

Assim, a Psicologia Positiva veio trazer um novo enfoque: abordar o que faz a vida valer a pena. O objetivo, como aponta Martin Seligman, é catalisar uma mudança na Psicologia, saindo de uma preocupação em reparar as coisas que estão ruins, passando para a construção do que promove qualidade de vida. Não se trata de ignorar o que não funciona, mas também não ignora o que está funcionando bem.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *